Rational Unified Process (RUP)

The Rational Unified Process

O objetivo principal de qualquer metodologia de desenvolvimento de software é sempre o software que satisfaz o cliente no tempo necessário e dentro do orçamento.

As fases do RUP:

Inicio

Identificar os verdadeiros objetivos do projeto. Propor várias soluções para o mesmo problema e ver a que melhor se adéqua. O indicador de sucesso da fase é o aumento de conhecimento do time do projeto em relação ao problema a ser solucionado.

Artefatos Produzidos:
Os requisitos mais significativos em formato de caso de uso
Um esboço da arquitetura do software
Descrição dos objetivos do projeto
Um plano de projeto bastante preliminar
Um Business Case *1 do projeto

Life Cycle Objective Milestone:

Quando o time do projeto e os stakeholders *2 concordam com:

As características do sistema satisfarão as necessidades de negócio
Uma preliminar agenda de iterações
Uma arquitetura preliminar

*1 – Um exame da potencial oportunidade de marketing para um produto
*2 – todos os envolvidos em um processo

Elaboração

Estabelece-se um firme conhecimento do problema a ser resolvido.
Estabelece a fundação arquitetural do software
Calibra e da suporte e detalha o plano de iterações
Refina o processo
Elimina altos riscos

Nesta fase, os stakeholders começam a visualizar um real progresso do trabalho do plano de projeto de software. Tornando o tal mais confiável e real. Os altos riscos do projeto são manipulados tão logo que possível, para que não pegue a equipe de surpresa em um momento futuro. Também é calibrado o tempo de desenvolvimento de uma maneira bastante conservativa.

Artefatos Produzidos:
Um protótipo arquitetural do software sempre sendo incrementado
A verificação das funcionalidades do software mediante a testes
Os casos de uso que descrevem os principais comportamentos do sistema
Um detalhado plano de projeto que descreve suas iterações
Um manual pré-eliminar
Uma descrição arquitetural

Life Cycle Objective Milestone:

Quando o time do projeto e os stakeholders *2 concordam com:

Os casos de uso descrevem e resolvem as necessidades do negócio (problema)
A arquitetura escolhida, permite futuras implementações
Os principais riscos do projeto já foram tratados
O plano de projeto é alcançável e resolverá os objetivos do projeto

Construção

As iterações desta fase são semelhantes as iterações da fase de elaboração. Ambas adicionam funcionalidades ao software.

Artefatos Produzidos:

O software
Os manuais
As manutenções

Initial Operation Capability Milestone:

(Frequentemente chamado de Versão Beta do software ao final desta fase.)

Quando o time do projeto e os stakeholders *2 concordam com:

O sistema está usável e estável
O sistema prove algum valor útil
Está tudo pronto para iniciar a nova fase de transição.

Transição

As iterações nesta fase continuam a acrescentar funcionalidades no software, só que neste momento, as funcionalidades são acrescentadas a um produto em uso.

Artefatos Produzidos:
São os mesmos produzidos na fase anterior (construção)

Product Release Milestone

Quando o time do projeto e os stakeholders *2 concordam com:

Os objetivos previstos na fase 1 foram atingidos.
O usuário está satisfeito

As atividades do RUP:

Modelagem de Negócios – Entender as necessidades de um sistema
Requisitos – Traduzir necessidades de negócio em comportamentos de um sistema automatizado.
Analisys and Design – traduzir requisitos em arquitetura de software
Implementação – Escrever o software que se ajusta aos requisitos e a arquitetura
Teste – Garantir que o comportamento do sistema está correto e que todas as características estão presentes.
Configuração e Gerenciamento de Mudanças – Gerenciar todas as versões do produto
Gerenciamento do Projeto – Gerenciar a agenda e os recursos do projeto
Ambiente – Ajustar e manter o ambiente de desenvolvimento
Entrega (Deployment) – Tudo que for necessário para entregar o software

Essas atividades são executadas concorrentemente de acordo com o ciclo de vida do projeto. Porem dependendo da fase em que o projeto se encontra, algumas destas atividades são executadas com mais freqüência.

SUMÁRIO:

Faça iterações pequenas, sendo que cada uma delas involva mais ou menos as mesmas atividades
Produza software e possivelmente outros artefatos
Faça estimativas e planejamentos em cima do progresso mensurado
Adapte-se a mudanças
Tenha os 4 principais “milestones” que delimitam as 4 principais fases.

Referência Bibliográfica:

http://www.objectmentor.com/resources/articles/RUPvsXP.pdf

Outras Referências Bibliográficas:

http://www.ibm.com/developerworks/rational/library/content/03July/1000/1251/1251_bestpractices_TP026B.pdf

Glossario:

Artefato é qualquer item inerente ao projeto

stakeholders – todas as partes interessadas no projeto.

Anúncios
Esta entrada foi publicada em Metodologias e Processos. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s